Os Saberes e Sabores da Páscoa Judaica e da Páscoa Cristã

A festa da Páscoa no Centro Loyola trouxe mais uma edição da série Saberes e Sabores. No encontro, que reuniu cerca de 60 participantes dia 9 de abril, frei Isidoro Mazzarolo apresentou a simbologia da páscoa judaica em contraponto com a páscoa cristã, destacando os elementos mais importantes das duas tradições.

Um dos símbolos mais representativos da páscoa judaica é o cordeiro. Frei Mazzarolo explicou que este símbolo continua na páscoa cristã, porém o cordeiro agora não é mais um animal e sim a própria pessoa que se oferece a Deus: “Se Jesus se fez cordeiro, se fez oferta, o cristão tem que se fazer oferta. Aquele que faz a oferta se coloca no altar. O cristão é novo cordeiro que vai assumir sua Páscoa”.

Frei Mazzarolo também explicou que a páscoa cristã renova o sentido de passagem e libertação da páscoa judaica. Segundo ele, a páscoa cristã traz um compromisso existencial, de uma aliança que compromete o proponente à sua conversão e transformação:

– Nós fazemos memória dos fatos sim, mas quando um cristão rememora e reencena a páscoa de Jesus, olha para trás, mas reconstitui na atualidade o sentido dessa páscoa, da forma como Jesus amou o mundo. O cristão é convidado a amar como Jesus – destacou.

Após a palestra, como é proposto na série Saberes e Sabores, os participantes foram convidados a degustar alguns alimentos que fazem parte da tradição da páscoa, como as ervas amargas, o cordeiro, o charosset (um doce feito com maçãs e uvas) e pães. Todos ficaram encantados com o sabor do cordeiro e surpresos com o frescor das ervas. Por isso, compartilhamos as receitas, para quem quiser prepará-las em casa:

Mix de Ervas Amargas
Ingredientes: almeirão roxo, almeirão verde, chicória, azedinha, hortelã, agrião, rúcula, manjericão, azeite e flor de sal.
Modo de Preparo: Picar todas as ervas bem finas e deixar marinar em azeite (quantidade suficiente para umedecer todas as folhas) e sal à gosto.

Tempero para o Cordeiro:
Ingredientes: cebola ralada, sal grosso, limão siciliano e vinho tinto seco de boa qualidade. Regar a carne do cordeiro com essa mistura e deixar na geladeira de um dia para o outro, para que os sabores penetrem. Assar em forno com este caldo. A quantidade de temperos e o tempo de cozimento dependerá do tamanho do cordeiro ou das partes do cordeiro que serão assadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *