Mesa-Redonda Educação e Superação da Violência – Campanha da Fraternidade 2018

Data: Sábado, 3 de fevereiro de 2018, das 9h30m às 11h30m.

Ementa: O Centro Loyola inicia os eventos de 2018 com uma mesa-redonda sobre o tema da Campanha da Fraternidade deste ano: Fraternidade e Superação da Violência. Inspirada na passagem do Evangelho de Mateus (MT 23,8) “Em Cristo Somos Todos Irmãos”, a campanha irá trabalhar a questão da violência em diferentes âmbitos. No encontro, discutiremos os vários tipos de violência e como a educação pode interferir neste cenário, criando um ambiente de fraternidade e inclusão.

Palestrantes: Monsenhor Luiz Antônio Lopes, Coordenador da Pastoral de Favelas da Arquidiocese do Rio de Janeiro; Itamar Silva, jornalista, Diretor do Ibase e integrante do grupo ECO do Morro Santa Marta; e de Adolfo Borges, Procurador de Justiça do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e professor do Departamento de Direito da PUC-Rio.

Local: Auditório do Vicariato Sul – Paróquia Nossa Senhora de Copacabana, na rua Hilário de Gouveia, 36 / 10º andar, em Copacabana, próximo a estação do Metrô da Siqueira Campos.

O encontro é gratuito, mas as vagas são limitadas por ordem de inscrição. Será emitido certificado para os participantes.

INSCRIÇÕES ENCERRADAS!

1 Comentário

  • Cidibel de Oliveira Lopes disse:

    Se queremos acabar e superar à violência no nosso País agora é o momento certo,pois devemos saber escolher os nossos representantes.A começar pelo Presidente da Repúbrica, Governadores, Prefeitos,Senadores,Deputados Federais e Estaduais.Mas para que isso possa acontecer, procure pesquisar sobre à vida, desse cidadão,o que ele já vez em sua vida como ser humano se ele está capacitado para exercer o cargo público que venha escolher e quais as suas pretenções para o seu povo.E que ele tenha ética,honestidade e se ele vai escolher como sua primeira meta a Educação, Saúde e por último em Segurança Públíca. Póis na minha visão esse é o caminho, para que o nosso Páis torne uma Nação digna de respeito pelos outras Nações no Mundo.E mais ainda, que cada cidaão brasileiro venha participar mais na política e procure conhecer melhor os seus deveres como cidadão,para que saiba revindicar malhor os seus direitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *