Elas Muito Amaram – Santa Helena

Data: Terça-feira, 14 de agosto de 2018, das 14h às 17h.

Descrição: Neste Ano do Laicato, o projeto Elas Muito Amaram está apresentando a história de algumas santas leigas, que mesmo sem seguir a vocação religiosa dedicaram suas vidas à Igreja. O próximo encontro será sobre Santa Helena, mãe do Imperador Romano Constantino, o primeiro a converter-se ao Cristianismo e dar liberdade à religião cristã. Flávia Júlia Helena (c.250-c.330) nasceu plebeia, possivelmente na província romana da Bitínia (atualmente em território turco), e tornou-se esposa do futuro imperador Constâncio Cloro (r.293-306) e mãe do futuro imperador Constantino Magno (r.306-307). Foi afastada por seu marido para que este assumisse um novo casamento de conveniência com a filha de um de seus aliados políticos, mas novamente chamada à corte imperial quando seu único filho chegou ao poder; recebeu então ela mesma o título de Augusta e a própria efígie sobre as moedas. Cristã desde um período muito recuado de sua vida, possivelmente nascida em uma família de cristãos, Helena cercou-se de conselheiros eclesiásticos e decerto influenciou seu filho no sentido de favorecer esta religião. Tornou-se célebre por suas atividades assistenciais, e, depois do Édito de Tolerância de 313, por haver promovido a construção de novas igrejas tanto em Roma quanto na Palestina e na nova capital imperial que então se edificava, Constantinopla. Nos anos de 326 a 328, a imperatriz empreendeu uma longa peregrinação à Palestina para localizar as relíquias da tradição judaico-cristã e expô-las aos fiéis; trata-se esse de um episódio importante na história da devoção e das relações entre o cristianismo e o Estado Romano. O culto de Helena como santa difundiu-se rapidamente tanto no Oriente quanto no Ocidente, muitas vezes associado ao de Constantino; as estórias a ela associadas encontram-se presentes nas mais diversas tradições cristãs de origem apostólica, e tornam-se modelo de vida para gerações de leigas dedicadas à construção, neste mundo, de um certo modelo de sociedade cristã. O objetivo da presente aula é recuperar alguns dados históricos sobre Helena, assim como algumas informações referentes ao seu contexto e anedotas hagiográficas que, lhe sendo associadas, indicam seu significado na história do cristianismo.

Professor:
Alfredo Cruz é Mestre em História pela UNIRIO e Doutorando em História pela UERJ. Também é membro da Associação Brasileira de História das Religiões (ABHR), do Núcleo de Estudos de Cristianismos no Oriente (NECO/GT de História das Religiões e das Religiosidades da ANPUH-Rio) e do Núcleo de Pesquisa Histórica do Instituto de Pesquisa e Memória Pretos Novos (NPH/IPN).

Local: Centro Loyola de Fé e Cultura, na Estrada da Gávea, 1, Gávea.

Investimento: Este encontro é gratuito, mas as vagas são limitadas por ordem de inscrição. Haverá emissão de certificado para os participantes.

INSCRIÇÕES ENCERRADAS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *